Quem sou

Marco Antonio M de Oliveira, Acreano, Bacharel em Direito pela Universidade de Uberaba – 2000.

  1. Advogado inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Minas Gerais – 2001.
  2. Advogado inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Acre – 2001/2014, suplementar inativa.
  3. Especialista em Finanças pela Fundação Dom Cabral – 2015.
  4. Especialista em Direito Tributário pela Universidade de Uberaba – 2016.
  5. Conselheiro Seccional Suplente da OAB Acre – 2008/2009.
  6. Conselheiro Seccional Titular da OAB Acre – 2010/2012
  7. Presidência da Comissão de Defesa, Assistência e Prerrogativas da OAB Acre – 2010.
  8. Presidente da Comissão de Exame da Ordem da OAB Acre – 2011/2012.
  9. Membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB Acre – 2008/2010.
  10. Vogal Suplente indicado pela OAB Acre na Junta Comercial do Estado do Acre – JUCEAC – 2008/2012.
  11. Diretor do Departamento de Pesos e Medidas da Secretaria de Indústria, Comércio de Turismo do Estado do Acre – 2001/2002.
  12. Assessor Jurídico do Departamento de Pesos e Medidas da Secretaria de Indústria, Comércio de Turismo do Estado do Acre – 2003.
  13. Procurador Judicial da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Acre – CODISACRE – 2011/2013.
  14. Nomeado Jurista Suplente na classe da advocacia no Tribunal Regional Eleitoral do Acre – 2013. DOU de 12 de junho de 2013.
  15. Auditor Vice-Presidente do Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Federação Acreana de Futebol – 2008/2013.
  16. Advogado indicado em lista tríplice para compor a 3ª Seção de Julgamento do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais – CARF, órgão do Ministério da Fazenda, pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA, 2015.

Artigos:

Carry Trade 2, 2016.

O poder da inflação 3, 2016.

Cisne Negro, 2016.

O poder da inflação 2, 2016.

O poder da inflação, 2016.

A tabela do IR sem correção – final, 2016.

A NOVA BASE DE CÁLCULO DO IMPOSTO DE RENDA DA PESSOA FÍSICA E OS PRINCÍPIOS DA IGUALDADE E ISONOMIA, 2016.

A tabela do IR sem correção, 2016.

R$194,50 bilhões de reais, 2016.

A situação financeira do AcreJornal Opinião, 2016.

CPMF – Eterna InconstitucionalidadeJornal Opinião, 2016.

Imposto de Renda sobre Herança e DoaçãoJornal Opinião, 2016.

Conseguiram quebrar o BrasilJornal Opinião, 2016.

Juros simples ou compostoJornal Opinião, 2016.

10 propostas para novos tributosJornal Opinião, 2016.

Medicamentos – direito e deverJornal Opinião, 2016.

Retenção, na fonte, do IRJornal Opinião, 2016.

Estamos CertosJornal Opinião, 2016.

A Nova Matriz Econômica degringolou a arrecadação federalJornal Opinião, 2016.

Juros sobre o Capital PróprioJornal Opinião, 2016.

Curto PrazoJornal Opinião, 2016.

O Brasil e a MoratóriaJornal Opinião, 2016.

STF+Receita=devassa no contribuinteJornal Opinião, 2016.

CHOCOLATE E SOVERTE SALGADOS, FUMO SEM FUMAÇA E RAÇÃO AMARGAJornal Opinião, 2016.

Planejar suas comprasJornal Opinião, 2016.

Herança ou doaçãoJornal Opinião, 2016.

Ganho de Capital agora paga mais IR – 2Jornal Opinião, 2016.

Ganho de Capital agora paga mais IRJornal Opinião, 2016.

Olá 2016, que venha o IPVAJornal Opinião, 2016.

A Revolta de AtlasJornal Opinião, 2015.

Renda Fixa: LCA e LCIJornal Opinião, 2015.

Deduções médicas no imposto de rendaJornal Opinião, 2015.

Regularização de recursos, bens e direitosJornal Opinião, 2015.

Sonegação fiscalJornal Opinião, 2015.

Receita Federal, agora é globalJornal Opinião, 2015.

Carry TradeJornal Opinião, 2015.

Mercado de forex – legal ou ilegal?Jornal Opinião, 2015.

O novo cálculo da tabela do IR pessoa físicaJornal Valor Econômico, 2015.

FINANCIAMENTO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS (FONTES DE ADEQUAÇÃO DOS RECURSOS): quais as vantagens e desvantagens do capital próprio e do capital de terceiros?, Fundação Dom Cabral, 2015.

Cursos:

Simpósio Jurídico “As Funções da Advocacia, do Ministério Público e da Magistratura no Direito Brasileiro”, 22 a 24 de Maio de 1996.

Palestra Perfil de uma empresa de sucesso, o Futuro do Mercosul e Economia Atual, 14 de Junho de 1996. Universidade de Uberaba.

Simpósio Jurídico “O Novo Recurso de Agravo, O direito de Aditamento da Petição Inicial no C.P.C. Reformado, O Tribunal do Júri, de 28 a 30 de Agosto de 1996. 14ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil – Uberaba – MG.

II Simpósio Jurídico do Triângulo Mineiro, 1º de Novembro de 1996. Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Minas Gerais.

Simpósio Jurídico, 09, 10 e 11 de Abril de 1997. 14ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil – Uberaba – MG.

Encontro Regional de Advogados e Acadêmico de Direito, de 10 a 13 de Junho de 1997. Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Minas Gerais.

III Encontro Nacional de Processualistas, de 30 de setembro a 02 de Outubro de 1999. Universidade Federal de Uberlândia.

Congresso Triangulino de Advogados, de 16 a 18 de Setembro de 1999. Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Minas Gerais.

5º Congresso Brasileiro e 3º Congresso Mineiro de Direito do Consumidor – “Direitos Básicos na Sociedade de Serviços”, 02 a 05 de Maio de 2000. Brasilcon.

Seminário de Automação EAN Brasil – Acre, 04 de Julho de 2000. EAN BRASIL, Member of EAN International.

Encontro Internacional INMETRO de Metrologia e Qualidade, 09 a 12 de Abril de 2002. INMETRO.

Controle de Constitucionalidade, de 26 a 29 de Novembro de 2002. Procuradoria-Geral do Estado do Acre.

Educação Financeira – Gestão de Finanças Pessoais, de 14 de Outubro a 16 de Novembro de 2014. Escola de Administração Fazendária – ESAF, 20 horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *